Fraturas
Artrose
Medicina do Esporte
Osteoporose
Próteses
Artroscopia
Minha Opinião
Atualidades
Situações Comuns na Ortopedia
Produção Científica
Pensamentos e Experiências Pessoais
:: MEDICINA DO ESPORTE
LESÃO DE LABRUM

O labrum acetabular é uma cartilagem que reveste a articulação do quadril na sua periferia, aumentando a área de contacto entre o acetábulo e a cabeça do fêmur.

Este pode ser lesado quando das fraturas ou luxações do quadril, de maneira repetitiva em especial nos esportes de deslocamento lateral, como o tênis e ou futebol. Esportes de impacto de membros inferiores como corrida igualmente podem lesar esta estrutura. A forma displásica do acetábulo (quadril raso) pode predispor a lesão.

A dor na virilha tipo pontada, em especial para dobrar e rodar o quadril para dentro (flexão com rotação interna), o sinal do “C“, assim como a dor para atividades como sair do carro, ou abrir-se os membros inferiores, podem levar a suspeitar da lesão.

As radiografias são obtidas para descartar outras lesões e observar-se se há displasia acetabular (fator predisponente), alterações na orientação especial ou sinais de impacto do colo femoral. O exame de eleição é a artro ressonância , ressonância na qual utiliza-se, contraste intra-articular. A ressonância convencional é geralmente  normal não detectando a lesão. Diversas medidas podem ser obtidas para observar as relações entre os ossos e tentar detectar o impacto.
 
O tratamento para atletas de alta performance que evoluem com dor em suas atividades, é a artroscopia do quadril, com a ressecção do labrum, melhorando os sintomas de dor e bloqueio. Esporadicamente pode ser tentado a preservação do labrum tentando suturá-lo (dar pontos nele). Para pessoas não atletas, pode haver a tentativa do tratamento fisioterápico com o reequilíbrio muscular. Medicações geralmente são ineficazes no controle da dor a longo prazo.
 
Prognóstico:
Caso esteja presente uma lesão de cartilagem da cabeça femoral, incidência de cerca de 30% dos casos, o prognóstico é ruim, evoluindo-se com dor parra esportes, apesar da do tratamento do labrum. As lesões condrais tem tratamento limitado, em especial, as que comprometem a área de descarga do peso corpóreo. A dor não é presente nas atividades do cotidiano como andar, sentar, subir e descer escadas, etc.
 
A lesão do labrum é considerada uma lesão pré artrósica, onde a presença da lesão condral faz com que se acelere o processo de desgaste articular. A longo prazo a lesão do labrum e o impacto femoro acetabular podem levar a artrose grave do quadril.

Confira abaixo, imagens relacionadas:

 
OSTEOPOROSE
ARTROSCOPIA DO JOELHO
ARTROSE
TERMO DE CONSENTIMENTO PARA CIRURGIA
INSTRUÇÕES DO PÓS-OPERATÓRIO DE ARTROSCOPIA DO JOELHO
INSTRUÇÕES DO PÓS-OPERATÓRIO DE FRATURAS EM GERAL
ORIENTAÇÕES PARA PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS
ORIENTAÇÕES AO PACIENTE COM PRÓTESE
HISTÓRIAS DA ORTOPEDIA
© DR. MARK DEEKE 2014 - Todos os direitos reservados Powered by GTRCMS